Perda Auditiva

Sinais de perda auditiva

Pare, respire e ouça

Nossos ouvidos estão sempre em funcionamento, tal como os sons ao nosso redor. Celulares tocando, pessoas conversando, cães latindo, tráfego causando ruído, o canto dos pássaros, mas quais destes sons você é capaz de identificar? É importante reservar um momento e ouvir simplesmente o mundo ao seu redor.

Nosso cérebro permite-nos identificar e interpretar diferentes sons e focar no que queremos ouvir. Ele pode reconhecer instantaneamente a voz de um amigo ou familiar ou permitir a leitura tranquila de um livro sem reconhecer os sons de fundo. Por isso, embora o som esteja sempre presente, é nosso cérebro quem decide que sons captar ou não!

Nem sempre funciona dessa forma. Por vezes, nosso cérebro não é capaz de identificar um som porque nosso ouvido não consegue ouvi-lo. Você tem consciência dos sons que não consegue ouvir?

Mão na orelha

Causas da perda auditiva

Saber mais sobre as causas e tipos de perda auditiva que você, um amigo ou familiar podem estar apresentando é a primeira etapa para encontrar soluções que permitirão viver a vida ao máximo. Sofrer de perda auditiva – independentemente da causa ou grau – não é agradável, mas há boas notícias: graças à tecnologia de aparelhos auditivos modernos, a perda auditiva é um problema tratável.

A perda auditiva se divide em duas grandes categorias: a primeira é congênita e consiste na perda auditiva presente no nascimento e causada por fatores como a genética ou um nascimento prematuro. A segunda é adquirida e consiste em perda auditiva que ocorre após o nascimento e resulta de fatores como doença ou danos no ouvido. Embora, na verdade, as pessoas "ouçam" com o seu cérebro, a perda auditiva ocorre quando uma parte da orelha – a orelha externa, média ou interna – fica danificada ou impossibilitada de funcionar corretamente e não pode conduzir normalmente sinais de som para o cérebro.

Graus das perdas auditivas

Os graus de perda auditiva diferem bastante, mas a maioria dos casos é categorizada como perceptível ou moderada. Ter sua audição testada por um profissional é a única forma de determinar o seu grau de perda auditiva e a melhor forma de tratamento.

Perda auditiva de grau leve

Dificuldade com fala fraca ou distante

Perda auditiva de grau moderado

Dificuldade com fala em nível de conversação.

Perda auditiva de grau moderadamente severo

A fala deve ser forte; dificuldade para conversação em grupo.

Perda auditiva de grau severo

Dificuldade com fala intensa, entende somente fala gritada ou amplificada.

Perda auditiva de grau profundo

Pode não entender nem a fala amplificada; depende da leitura labial.


VOCÊ SABE SE POSSUI ALGUM TIPO DE PERDA AUDITIVA?

Venha fazer um teste auditivo grátis! Ligue ou agende online colocando seus dados abaixo.